Nikoguru

Weber e a Ação Social

  • por em 20 de abril de 2021

Max Weber nasceu em 21 de abril de 1864 na Alemanha e morreu em 14 de junho de 1920, foi um dos precursores da sociologia moderna. Acreditava, diferentemente de Durkheim, que o sociólogo era sim parte do processo de análise das chamadas ações sociais, práticas pautadas na ação de um para com o outro dentro de uma sociedade, ao delimitar um certo tema para estudo.

O sociólogo alemão Max Weber

Ele acreditava que a função do sociólogo seria compreender o sentido das chamadas ações sociais. Assim, suas contribuições foram em direção à análise dos fenômenos sociais. Em seus estudos, Weber apresenta os fatores culturais e materiais no surgimento das instituições modernas. Também analisa o consequente processo de racionalização. Ele buscou compreender a sociedade de modo integrada às condições históricas, culturais e sociais.

Ações sociais de Weber

A sociologia de Weber é basicamente a interpretação do sentido e busca compreender a rede de significados que o homem construiu. Ela afirma que a sociedade seria o resultado das formas de relação entre seus sujeitos constituintes. Ele percebeu que a ciência participa de um processo histórico geral de racionalização da vida.

Na sua visão, o objeto da sociologia seria a realidade infinita. Para analisá-la, Weber argumenta que só poderíamos fazer através de “tipos ideais”, que serviriam como modelos interpretativos. O sociólogo argumenta que o ser humano é levado por quatro tipos de ações sociais: racional com relação aos fins, racional com relação a valores, social afetiva e social tradicional, sendo as últimas obviamente irracionais. São elas:

  • Ação social racional com relação a fins – quando os atos estão orientados para um fim específico. Exemplos: “Tenho que treinar para ser um campeão.” “Vou ganhar dinheiro para comprar uma casa.”
  • Ação social racional com relação a valores – neste caso, as atitudes passam a ter influência direta das crenças morais. Exemplo: “Não vou roubar, pois a Bíblia considera essa atitute como pecado.”
  • Ação social afetiva (irracional) – aquelas ações que fazemos porque cultivamos algum sentimento, positivo ou negativo, em relação às pessoas. Exemplos: presentear em determinadas datas; expressar o afeto tocando ou fazendo declarações.
  • Ação social tradicional (irracional) – aqui se encaixam os costumes que seguimos por tradição ou hábitos. Exemplos: festas, maneira de cozinhar, vestir-se.

Assim, já que a realidade é infinita, não fazemos senão um recorte, uma interpretação, como uma tentativa de explicá-la. Weber não acredita haver leis gerais que expliquem a totalidade do mundo social.

(…) ele [o indivíduo] pondera e escolhe, entre os possíveis valores em questão, aqueles que estão de acordo com sua própria consciência e sua cosmovisão pessoal.

(WEBER, p. 110 – Economia e Sociedade)

Para Max Weber, as leis gerais caminham de acordo com a dinâmica cultural e delas podemos apenas buscar as leis causais, as quais são suscetíveis de entendimento a partir da racionalidade científica.

O Protestantismo Capitalista

Max Weber sofreu grande influência dos trabalhos de Kant, especialmente da concepção de “a priori”. Essa temática permeia sua obra como um todo, contudo, é mais clara em “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo“, de 1904, “Estudos sobre a Sociologia e a Religião“, de 1921 e “Estudos de Metodologia“, de 1922.

No seu ensaio “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo”, Weber procura explicar o nascimento do capitalismo a partir de características dos protestantes calvinistas, e como a atitude deles fomentou a ascensão do capitalismo.

A crença da riqueza como um sinal da bênção divina e da santidade do trabalho demonstrada pelo Deus carpinteiro, constituíram a base do moderno sistema econômico capitalista e da revolução industrial. Também introduziram na sociedade o comportamento metódico, austero e racional. Esse texto tem sempre um papel central na recepção weberiana.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
AcademiaSociologia
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments