Nikoguru

Os perigos da Chuva Ácida

  • por em 5 de maio de 2021

A chuva ácida é a designação dada à chuva, ou qualquer outra forma de precipitação atmosférica, cuja acidez seja substancialmente maior do que a resultante do dióxido de carbono (CO2) atmosférico dissolvido na água precipitada. Ela é causada por reações químicas que acontecem entre os gases poluentes liberados na atmosfera e o vapor d’água. Como consequência, há a formação dos ácidos sulfúrico, nítrico e nitroso que conferem acidez à água da chuva.

Origem da Chuva Ácida

A origem da chuva ácida resulta na sua maior parte da reação dos componentes naturais da atmosfera terrestre com poluentes, como por exemplo os óxidos de enxofre, os quais reagem com a água atmosférica para formar ácidos fortes como o ácido sulfúrico e o ácido nítrico. A principal fonte desses poluente é a queima de combustíveis fósseis para produção de energia e propulsão de veículos automotores.

Embora existam processos naturais que contribuem para a formação da chuva ácida, como os gases lançados pelos vulcões e os gerados pelos processos biológicos que ocorrem na natureza, as fontes antrópicas, isto é resultantes da ação humana, são predominantes.

Processo Químico

Ácido sulfuroso
S(s) + O2(g) → SO2(g)
SO2(g) + H2O(l) → HSO3(aq)

Ácido sulfúrico
SO2(g)+ ½ O2(g) → SO3(g)
SO3(g) + H2O(l) → H2SO4(aq)

Ácidos nítrico e nitroso
N2(g) + 2 O2(g) → 2 NO2(g)
NO2(g) + H2O(l) → HNO2(aq) + HNO3(aq)

Consequências

Para a Química, o termo chuva ácida não seria uma expressão adequada, porque para toda chuva é ácida devido à presença do ácido carbônico (H2CO3), mas para a Geografia toda chuva com pH abaixo ou igual à 5,5 é considerada ácida.

A acidificação da chuva causa estragos ambientais, danos em estruturas urbanas e a saúde dos seres vivos, inclusive ao homem. Por exemplo, estudos ecológicos e toxicológicos revelam uma forte relação entre baixos níveis de pH e a perda de populações de peixes em lagos. Com um ambiente aquático com pH inferior a 4,5 impossibilita a vida de peixes. Nos solos, a alteração do pH altera as suas propriedades biológicas e químicas, levando a alterações na solubilidade de diversos compostos e a alterações na microbiologia do solo, já que alguns micro-organismos são incapazes de tolerar as alterações resultantes.

As árvores são danificadas pela precipitação ácida já que a superfície das suas folhas é rompida e nutrientes são perdidos, tornando as árvores mais sensíveis as baixas temperaturas, fungos e pragas. No caso da agricultura exige mais investimentos na correção dos solos das plantações.

Na saúde humana, a acidez das chuvas causa diarreia em crianças, aumento da ocorrência de casos da doença de Alzheimer e aumento de chance de morte para pessoas cardíacas e com asma.

Efeito da chuva ácida em estátua de calcário.

A precipitação ácida pode causar danos nos edifícios e estruturas expostas ao ar, em especial nos edifícios históricos e monumentos. Esse aumento da corrosão resulta da reação do ácido sulfúrico contido na precipitação com os compostos de cálcio contidos na pedra. Outro efeito é a redução da visibilidade devido à formação de nevoeiros fotoquímicos extremamente ácidos.

Soluções

  • Uso de fontes de energias mais limpas e renováveis;
  • Utilização de meios de transporte de massa, como metrôs e ônibus;
  • Uso de tecnologias de purificação em veículos e indústrias;
  • Fiscalização do meio ambiente pelo governo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments