Nikoguru

Minhoca é top, minhoca é pop

Minhoca é anelídeo, adubo e isca

Os anelídeos são animais têm o corpo formado por segmentos que se parecem com anéis. São encontrados nos mares, rios e solos úmidos. Há umas 17 mil espécies de anelídeos no mundo.

Entre os anelídeos, existem os oligoquetas, vermes que apresentam pouca quantidade de cerdas no corpo. Por isso, para se locomoverem no subsolo onde geralmente vivem, estes animais contraem o corpo ou comem o caminho. Comem mesmo. Alimentam-se de terra com detritos orgânicos de onde extraem seus nutrientes. Vão andando e comendo. O que não é aproveitado pelo seu organismo, é eliminado em forma de húmus, ou seja, suas fezes são terra com matéria orgânica. Oligoquetas são hermafroditas – possuem os órgãos reprodutores de ambos os sexos, sendo que a fertilização é cruzada.

As minhocas são anelídeos e oligoquetas. São famosas por adubarem o solo e por servirem de iscas vivas aos pescadores. Algumas minhocas, as minhocoçus, atingem 2 metros de comprimento. Elas possuem vários corações, entre dois e quinze pares.

Haja coração e haja anelídeos.

Saneamento básico, problema brasileiro

Vamos deixar as minhocas de lado e vamos tratar daquilo que não é bem tratado, nosso esgoto. O Brasil é uma tragédia em termos de saneamento básico. De acordo com pesquisas do Instituto Trata Brasil, somente 38% do esgoto gerado no País são tratados. Assim, 62% do nosso esgoto são lançados in natura nos rios, lagoas, oceano e solo. É um dado assustador se considerarmos que essa poluição será consumida por nós todos. Vamos “comer e beber” este esgoto de alguma forma. Para piorar o quadro nacional, dos mais de 5 mil municípios, pouco mais de 2.600 monitoram a qualidade da água que consomem.

Minhoca é limpeza

Agora, vamos juntar as minhocas com o saneamento. Há um processo barato, simples e fácil de ser instalado em qualquer lugar onde não haja saneamento básico. O vermifiltro ou filtro biolítico. Isto mesmo, um filtro feito com os anelídeos oligoquetas, as nossas boas minhocas. O sistema de saneamento do vermifiltro é um minhocário que vai receber a água da privada da residência. Um tambor é colocado no subsolo para receber nossas fezes de cada dia ou de cada hora. O tambor tem camadas de areia, brita fina, brita grossa e palha e pó de serragem. O minhocário fica na parte superior do filtro, na camada de pó de serragem/palha. As fezes que vêm da privada são retidas nesta camada e transformam-se em comida das minhocas que, além de comerem tudo, fazem cocô. Este cocô, o da minhoca, é excelente fertilizante – o húmus. Além disto, a urina das minhocas contribui para limpar a água, matando as bactérias. A brita e a areia ajudam a filtrar a água que é jogada no solo. É bom plantar bananeira no local para aproveitar esta água.

Talvez, esteja na hora de olharmos as minhocas com outros olhos. Olhos da sabedoria.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Geografia

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Frederico dos Santos

Brilhante!