Nikoguru

Falta um mês para o ENEM. O que devo priorizar?

  • por em 22 de outubro de 2021

Entenda tudo sobre o Exame e o que deve estudar na reta final

Com menos de 30 dias para a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o estudante deve estar preparado físico e emocionalmente para dois finais de semana – 21 e 28 de novembro – com uma maratona de provas com 180 questões objetivas e uma redação. Em 2021, haverá provas nas mesmas datas e horários nas modalidades presencial e digital. Uma novidade importante, o conteúdo das duas versões será a mesma.

O ENEM 2021 é a principal porta de entrada para as principais universidades públicas no Brasil e também para quem deseja participar de programas de bolsas e de financiamento pelo governo para as universidades particulares. Ao todo, um pouco mais de três milhões de pessoas confirmaram a inscrição no exame.

O que fazer na reta final da sua preparação

Nessa fase final da sua preparação, o mais importante para o participante é saber organizar o seu tempo. Se até o Enem teremos quatro semanas, é importante programar os estudos e definir quais matérias vão ser estudadas. Não adianta desperdiçar o tempo tentando aprender novos conteúdos, o aluno deve focar em dominar a prova e controlar seu tempo de resolução de questões. Assista uma playlist de vídeos com o professor e coach Márcio Leo sobre a forma correta de fazer simulados.

Aproveite as últimas semanas para refazer o máximo de provas antigas possível. O participante deve revisar os conteúdos teóricos das questões que tiver dificuldade. Como o Enem apresenta uma matriz específica de competências e habilidades à qual os conteúdos estão relacionados, as provas seguem um padrão, ou seja, seus conteúdos sempre se repetem. Veja aqui um guia das questões mais cobradas de matemática no ENEM.

Quatro semanas para o ENEM 2021: resolução de provas anteriores e escrever redações.

O vestibulando deve fazer pelo menos quatro redações com temas diferente até o exame. Se houver possibilidade, esses textos devem ser corrigidos por um professor ou uma plataforma online de acordo com as cinco competências do ENEM. Isso é importante, pois vai orientar o estudante as falhas do texto e o que deve ser melhorado. A redação do ENEM não exige criatividade e domínio total da gramática, os corretores esperam um texto coeso e coerente. Tendo isso, o participante vai garantir uma pontuação acima de 900, e quem sabe um 1000.

Por fim, cuide do emocional, alimente-se bem, faça exercícios físicos e nada de exageros, como noitadas e festas. Mantenha sua mente afiada e focada no exame e seus objetivos. Tenha a visão que o ENEM não é nenhum “bicho-papão”, é só uma prova, uma das quais você terá que enfrentar na vida. Ah, antes que eu esqueça, beba água, muita água!

Sobre as provas do ENEM 2021

No primeiro dia de exame (21 de novembro), além da redação, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, e ciências humanas e suas tecnologias. No segundo dia (28 de novembro), os estudantes farão as provas de ciências da natureza e suas tecnologias, assim como de matemática e suas tecnologias. São 45 questões em cada área do conhecimento. Uma das provas que mais gera expectativa nos participantes é a redação. É importante lembrar que, no caso da versão digital, ela será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel.

A metodologia usada na correção das provas é a Teoria de Resposta ao Item (TRI), e ela é baseada de acordo com as competências da questão e o seu nível de acertos pelos participantes. Resumindo, para garantir uma pontuação expressiva, o estudante deve acertar as questões fáceis e de nível médio. Por outro lado, acertar questões difíceis e errar as fáceis, fazem o candidato perder muito mais sua pontuação, pois a TRI entende que ele “chutou” a questão. Ao fazer as provas, o estudante deve sempre resolver primeiro as questões fáceis e pular as difíceis, deixando elas para o final.

Sendo aplicada no primeiro dia do exame, a Redação é a única prova dissertativa do exame e que tem a maior pontuação: mil pontos. Os textos devem ser escritos no formato dissertativo-argumentativo e devem ter uma proposta de intervenção (solução) para o problema apresentado pelo tema. Como o tema só é disponibilizado na hora da prova, o participante deve estar “antenado” nas principais questões sociais e econômicas brasileiras nos últimos dez anos. Dica importante, como a prova do ENEM passa por um período longo de validação, os temas sempre são sobre questões de no mínimo dois anos para trás. Logo, na prova de Redação não exigirá nenhum tema com acontecimento recente.

No portal do Inep, é possível acessar cartilhas de edições anteriores do exame, além dos manuais de correção da redação, baseados nas competências avaliadas e outros materiais de estudo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
Enem
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments